domingo, 28 de fevereiro de 2010

A CUMPLICIDADE DE LULA E O LIDER DO MENSALÃO ZÉ DIRCEU

0 comentários

Quando Lula foi eleito em 2002 para o seu primeiro mandato na Presidência da Republica, um outro militante histórico do PT despontava no cenário político Nacional. Trata-se do Deputado José Genoino, embora derrotado ao Governo de São Paulo no segundo turno das eleições o velho guerrilheiro empolgou toda a militância de Norte a Sul e Leste a Oeste do País. Pelo seu brilhantismo como parlamentar, pelo carisma natural. Genoino era o sucessor natural de Lula nas Eleições que se aproxima.

Acontece que não foi só este humilde observador que constatou essa possibilidade. O então Presidente do PT José Dirceu também percebeu! Logo se apressa a engendrar uma forma de brecar a ascensão de Genoino, passando por cima de todos os Vices Presidentes do PT impôs ao Diretório o novo Presidente do Partido e o escolhido foi exatamente José Genoino.

José Dirceu não precisava renunciar a Presidência do PT para ser Ministro da Casa Civil de Lula, porém era preciso impedir de alguma forma a legitimação do Velho Guerrilheiro como a grande Liderança emergente dentro do PT e no País. Embora trocasse o Presidente do Partido Dirceu fez questão de manter todos os demais membros da Executiva como Delubio Soares e Silvinho Pereira, estava armada a arapuca. Genoino um homem integro de formação ética não foi capaz de desconfiar e se transformou no inocente útil da Republica do mensalão!

O velho guerrilheiro foi surpreendido quando tomou conhecimento da quantidade de documentos comprometedor que Delubiu e Silvinho sobre a orientação de Dirceu o fizeram assinar sem ler. Pecou por confiar demais. Genoino agüentou aquela humilhação em silêncio e sem ter como reagir. Imagino o seu sofrimento.

Lula foi cúmplice de Dirceu, e agora é refém dessa cumplicidade, se alguém dúvida então vamos aos fatos posteriores a isso: foi Dirceu que escolheu a hora de se demitir do Ministério, foi ele que impôs o nome de Dilma para substitui-lo e foi Dirceu que também impôs ao Presidente Lula a Candidatura de Dilma. O Presidente não teve saída, ignorou seus velhos companheiros que o ajudaram a fundar e construir o PT e passa a render homenagem a uma militante que só veio para PT após sugar toda as energias do PDT gaúcho.

Agora Dirceu vagueia o Brasil a fora impondo negociando condição para formar o palanque de Dilma, oferece proteção a executivos que estão em vias de ser cassados como no caso de Manaus onde segundo as línguas dos políticos baré o ex-Ministro controla as Secretárias do Trabalho e da Fazenda Municipal. Tudo isso com as bênçãos do Presidente Lula. É uma cumplicidade muito estranha, desvende esse segredo que nem o carnavalesco da Tijuca será capaz de revelar.

Elson de Melo – Sindicalista

0 comentários:

Postar um comentário